Notícias

Encontro de Núcleos

Núcleo Centro-Sul reúne 38 dirigentes de seis ramos do cooperativismo

Com a participação de 38 dirigentes (25 presidentes) de cooperativas de seis ramos do Centro-Sul do Estado, foi realizada, na última quarta-feira (16/03), na modalidade virtual, a terceira reunião dos encontros de Núcleos Cooperativos e Pré-assembleias do Sistema Ocepar desta semana. O evento teve como cooperativa anfitriã a Witmarsum, sediada em Colônia Witmarsum, no município de Palmeira. Iniciada às 9 horas, a reunião contou com a participação do presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas. O coordenador do Núcleo Centro-Sul e diretor da Ocepar, Frans Borg, juntamente com o presidente da Witmarsum, Artur Sawatzky, fizeram a abertura do evento, que discutiu as perspectivas políticas e econômicas para 2022, além de aprofundar o debate sobre o PRC200, o planejamento estratégico do cooperativismo do Paraná, e as ações voltadas aos projetos de intercooperação.

Assertividade - Na opinião do coordenador do Núcleo Centro-Sul, as reuniões de pré-assembleia direcionadas aos presidentes das cooperativas traz mais assertividade e foco às discussões. “Aprofundar o debate de temas importantes para a economia e o cooperativismo, com os dirigentes participando de forma efetiva na elaboração das melhores estratégias para o setor, o gera um compromisso mais direto e assertivo”, afirmou Borg. Por sua vez, o presidente da cooperativa Witmarsum reforçou a necessidade de um diálogo contínuo entre os dirigentes cooperativistas. “É uma satisfação ser a cooperativa anfitriã e poder apresentar aos dirigentes um pouco da atuação e do trabalho da Witmarsum”, disse Sawatzky.   

Desafios - O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken fez uma explanação dos desafios do cooperativismo em 2022, diante do cenário de guerra no leste europeu e incertezas econômicas e políticas no Brasil. O dirigente ressaltou o trabalho desenvolvido em torno dos projetos do PRC200, entre eles os avanços nas alianças entre cooperativas. “O Núcleo Centro-Sul tem realizado ações exitosas de intercooperação, e as iniciativas das cooperativas da região são exemplos a serem seguidos e disseminados em todo o Paraná. As alianças entre cooperativas do Centro-Sul preservam a individualidade e respeitam a cultura, história e individualidade de cada cooperativa, prospectando novos investimentos conjuntos”, disse. “Apesar dos desafios da conjuntura do país e do mundo, o cooperativismo está no caminho certo e temos que ser otimistas e manter uma visão de cooperação para crescer”, concluiu.

ESG - O presidente do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), Márcio Lopes de Freitas, lembrou que pesquisas indicam que a maior parte das pessoas considera a integridade e reputação das empresas atributos importantes para a escolha de produtos e serviços. “Há uma transformação em curso na humanidade e não podemos subestimar esse movimento. As cooperativas já têm em seu DNA os preceitos de ESG (Ambiental, Social e Governança), mas precisamos demonstrar este trabalho”, disse.

Witmarsum - O presidente da Witmarsum, Artur Sawatzky, e o diretor de operações, Rafael Wollmann, fizeram uma breve explanação sobre a atuação da cooperativa. “Em 2019, com o apoio do Sistema Ocepar, implantamos um planejamento estratégico estruturado que foi executado de forma bem-sucedida. Em 2021, os resultados antes de reversões e destinações cresceram 95,6%. Também a receita líquida teve alta de 39,5%”, relatou Rafael. O diretor explicou sobre os produtos que a cooperativa produz, com destaque para o segmento de lácteos, com o leite e os queijos finos. A Witmarsum também tem em sua estrutura posto de combustível, loja veterinária e supermercado próprio. A cooperativa possui cerca de 500 cooperados e gera aproximadamente 200 empregos diretos.

Intercooperação - Uma ação importante na Witmarsum é o projeto de intercooperação com a cooperativa Cooperante, sediada em Campo do Tenente (PR). Juntas, as cooperativas desenvolveram um suco natural de uva, que será comercializado, com a marca Witmarsum, em supermercados e empórios de produtos naturais de Curitiba e região. “É um projeto estratégico, viabilizado com o apoio do Sistema Ocepar. É um novo produto no portfólio das cooperativas”, afirmou o diretor de operações, que finalizou convidando os dirigentes presentes na reunião para as festividades dos 70 anos da Witmarsum, que serão realizadas no final do próximo mês de julho.

História - A Cooperativa Witmarsum foi fundada em 1952 por imigrantes alemães e seus descendentes que chegaram a Witmarsum um ano antes, vindos de Santa Catarina, onde estavam estabelecidos desde 1930. Buscando melhores condições de trabalho e produção, conseguiram comprar a Fazenda Cancela, no município de Palmeira, no Paraná, com área de 7.800 hectares, que foi dividida em lotes rurais de 50 hectares, em média, destinados a cada novo proprietário, além de um lote para cada família no núcleo da Colônia, para a construção das residências.

Presenças - A reunião do Núcleo Centro-Sul contou com as presenças do diretor da Ocepar e presidente da cooperativa Agrária, Jorge Karl, do diretor da Ocepar e Fecoopar, e presidente da Federação Unimed Paraná, Paulo Roberto Faria, do diretor da Ocepar e presidente da Central Sicoob Unicoob, Wilson Cavina, do conselheiro do Sescoop/PR e diretor da Fecoopar, Luiz Roberto Baggio, presidente da cooperativa Bom Jesus. Também presentes o conselheiro fiscal do Sescoop/PR, Erik Bosch, presidente da Capal, e Popke Ferdinand van Der Vinne, o Fred, presidente da Sicredi Campos Gerais e conselheiro fiscal da Ocepar. Participaram do evento os superintendentes da Ocepar, Robson Mafioletti, do Sescoop/PR, Leonardo Boesche, e da Fecoopar, Nelson Costa. 

Compartilhe esta notícia!